Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Belinha na Alemanha

Divagações sobre os disparates da vida e sobre essa cultura alemã que já não é totalmente um bicho de sete cabeças

Belinha na Alemanha

Divagações sobre os disparates da vida e sobre essa cultura alemã que já não é totalmente um bicho de sete cabeças

01.Set.17

Gostos não se discutem, decoram-se !

Adoro o verão, mas sem tirar partidos devido ao meu aniversário calhar em outubro, o outono é para a mim a melhor estação do ano. Dizem que começa a 22 de setembro porém no meu coração começa a 1de setembro, logo no primeiro dia deste mês nasce a antecipação do que aí vem. Há tanta coisa boa a começar nesta época, a escola, as cores guarridas desde o verde escuro ao laranja passando pelo belíssimo vermelho fogo, a chuva miúda e o mais importante as castanhas. Bem-ditas sejam vós entre os alimentos, que venham a nós assadas ou cozidas, agora e na hora da nossa gula. Será isto uma heresia? Ahhh, acho que não que a intenção não é má. 

 

Aqui na alemanha eles têm a tradição de renovar a decoração da casa mal começa uma época, por exemplo se é Páscoa há ovos e coelhos por todo o lado, até nas árvores do jardim, se é verão há barquinhos, gaivotas e trapinhos às riscas, se for natal é um absurdo de tarecos e luzes para decorar que uma pessoa perde o fio à meada e corre o risco de ter um ataque epiléptico mesmo não sofrendo desse mal. Eles não gostam, eles amam e fazem da renovação um mote de vida para ser levado muito a sério. Ora bem, quem está quase aí? O outono claro, e eu em passeios de observação fui levada por abóboras de todos os feitios, por cogumelos e folhas secas. Posto isto, é verão em Portugal, nhanha de tempo bipolar em Hamburg e outono em minha casa. Só faltam as castanhas. Bem assadas, a fumegar e cheias de sal. 

 

IMG_0381.JPG