Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Belinha na Alemanha

Divagações sobre os disparates da vida e sobre essa cultura alemã que já não é totalmente um bicho de sete cabeças

Belinha na Alemanha

Divagações sobre os disparates da vida e sobre essa cultura alemã que já não é totalmente um bicho de sete cabeças

05.Jul.17

Blue or Red?

Tive cinco noites seguidas que foram na paz do senhor, não se passou rigorosamente nada, rien de rien, nem um ressonar se ouvia tal era a profundidade com que dormiam. Eu própria tive dificuldades em manter-me acordada tal era a seca que levava em cima.

 

Contudo eu já venho armada para este tipo de noites, levo sempre o meu iPad, que considero assim mas de longe a melhor compra de 2017. Ele está minado de filmes e séries. E desta vez resolvi colmatar uma falta no meu registo cinéfilo.. nada mais nada menos que a trilogia Matrix !

 

Não me batam! Eu sei o quanto atrasada estou, mas na altura cenas verdes era coisa que não me assistia. E gente vestida de preto, óculos escuros, cabelo lambido, tudo numa mixórdia de ficção científica com saltos no ar a lembrar o Oliver a marcar um golo que dada a lentidão era motivo para três episódios muito menos.

 

Três noites, três filmes. E adorei, WOOOOOOOW como é que só descobri agora personagens como o Neo e a intrigante Oráculo? E a história? Gente, que nó no cérebro.. pessoal que consegue construir argumentos destes deve ter "viajado" pouco deve...

 

Vistos os três, fiquei a pensar e se fosse eu? O que escolheria? A pílula vermelha que encarna a crua e brutal realidade ou a pílula azul que nos controla num maravilhoso e airoso conto de fadas?

 

Fiquei na dúvida se queria mesmo aperceber-me que vivi numa ilusão, e que na dolorosa verdade o meu mundo era uma cápsula de nhanha e ainda tinha o prémio de ter tubos enfiados no meu corpo ou se preferia continuar ignorante da minha própria realidade, continuando feliz naquele faz de conta. Se uma pessoa não souber também não tem com que se preocupar, certo? Ou não seria verdade a expressão "felizes são os loucos", que na sua existência não carregam as dúvidas e os problemas do mundo. 

 

Depois de muitos nós a ver estes filmes, que acredito que não seja para todos, penso que tomava a pílula vermelha. Pois no fundo prefiro viver uma realidade bárbara mas verdadeira lidando com o passado do que passar uma vida na ignorância onde afinal o meu livre arbítrio era em tudo artificial. E vocês?

 

IMG_0253.JPG

 

2 comentários

Comentar post