Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Belinha na Alemanha

Divagações sobre os disparates da vida e sobre essa cultura alemã que já não é totalmente um bicho de sete cabeças

Belinha na Alemanha

Divagações sobre os disparates da vida e sobre essa cultura alemã que já não é totalmente um bicho de sete cabeças

11.Fev.18

Bild da Semana #5 e #6

Oraaaa aqui vai mais um desafio e dobrado! Ehlecas que maravilha... Há que ver isto pelo lado positivo e não pela falta de comparecência da minha pessoa a seguir estes desafios. 

 

Da quinta semana óbvio que é claro como a água que escolho uma foto de Budapeste, esta cidade maravilhosa que tive a sorte de visitar no primeiro fim de semana de Fevereiro e o azar de São Pedro dar-me água pelas bentas todos os dias só falhando o último. Dando aquela palha quem manda aqui sou eu e vê se atinas. 

Tarefa árdua é escolher somente uma foto! Uma ! Vocês me apoiem que isto foi deveras díficil. 

No final poderia ter escolhido uma foto da paisagem de Budapeste, das margens do seu Danúbio, do Parlamento iluminado mas só que não. Escolhi a fotografia de um dos melhores museus que já visitei aqui na Europa (a experiência fora desta é nula, há-de acontecer um dia), a Casa do Terror. 

A primeira vez que pousei os meus olhos sobre esta atracção a visitar nesta cidade, pensei, a sério um museu sobre tortura? Está tudo doido, é isto que temos de ver em Budapeste? 

 

Redondamente enganada, é isto que têm de visitar em Budapeste. Porque não é somente uma casa, é um lembrete alto e bom som que a história não é só o passado a esquecer muito pelo contrário nos tempos que correm urge a necessidade de lembrar todas as almas que habitam este pequeno canto no universo que o ser humano é cruel quando quer e por um bem maior tudo se justifica. Deixam de haver pessoas, individuos, para ser rótulos, objectos inaminados sem qualquer dignidade. 

Ah mas isso já passou e não se volta a repetir. Gostaria de dizer que é verdade, contudo é abrir um site de notícias internacionais e vermos que horrores destes acontecem nos nossos dias, tão longe do nosso cantinho confortável que damos ao luxo de ignorar e esquecer. 

Não podemos ser "cúmplices", aqueles que no final dizem "não sabia de nada, mas se soubesse...", urge a necessidade de movermos e agir.

Dificil é saber como e onde, parece estúpido mas penso que um bom primeiro passo é reconhecer a história, conhecê-la e partilhar, porque incrivelmente existem tantas almas por aí que acham que foi uma conspiração para enganar as massas. LOL? Pois.

Por isso é que a Casa do Terror em Budapeste é um bom começo, que situada numa das ruas mais chiques da cidade serviu de Quartel General do partido nazista e após o término da segunda guerra foi tomada pelos soviéticos que só proseguiram com a perseguição, tortura e morte de muitas pessoas, perdão para eles eram apenas "coisas" a eliminar, como aquela nódoa de vinho tinto na toalha branca. 

 

É proibido tirar fotos dentro do museu, eu assim meio que rebelde e armada em adolescente não sigo as regras tirei uma foto à socapa de uma das salas da Casa. Esta era sobre a propaganda que se fazia na altura da ocupação soviética, todo o mal do mundo passa despercebido aos nossos olhos quando estão em cores guarridas e sorrisos amistosos. 

E vocês acham que hoje em dia somos ludibriados por campanhas assim? 

IMG-8204.JPG

 

Bem agora depois deste momento de revolta pessoal vou tentar aligeirar este post, porque não pretendo de forma alguma tornar o meu Blog num espaço de ideiais e fortes correntes políticas.

Expresso a minha opinião num tom mais baixo do que o normal porque verdade seja dita não sou dona de toda a informação disponível por esse mundo fora e estamos na grande Web, todo o mundo discute, opina e atira farpas sem pensar em quem está do outro lado. E falando a sério, a Verdade quem é que saberá? 

 

Adianteeeeee! 

Sexta Semana ! Aquela que acabaria num jantar de serviço, foi maravilhoso e com alcool à discrição os meus caros colegas tornaram-se animais sem limites tudo muito correcto e sem assédios, sei que está na moda o #metoo mas aqui foi tudo muito transparente e bonito de se ver. 

Eu diverti-me bebi vinho tinto e água. Lá pelo meio provei um shot, e minha gente aquilo era sumo de morango. Cadê a Tequila? 

Quanto à comida, fui ao céu e voltei por uma massa de cogumelos divinal. Como sou uma mestra no buffet compus o meu prato com um pouco de tudo, há que provar quando se pode. Aiii e aquele Pesto Rosso com pão? Não se vê na fotografia, mas valeu duas idas à mesa do deboche. 

IMG-8687.JPG